Dicas e truques para a nossa casa A minha hortinha. Jardim na varanda. Reciclagem Ideias originais

Quinta-feira, 1 de Maio de 2014
Filetes com sabor a Trópicos

 

Uma vez mais este é um post da minha filha Sónia que, um dia destes, será a verdadeira titular ( e única) deste blog, uma vez que eu o tenho abandonado (embora não por minha vontade). Mas como ela gosta de me ver feliz ajuda sempre que pode.

 

 

Filetes com sabor a Trópicos



Olá a todos. Cá vai mais um post muito colorido, saboroso e cheiroso! Desta vez é sobre uma receita culinária que a mamã recebeu num sonho. Eu não sei se a mamã vos contou, ela adora cozinhar e, às vezes, até sonha com receitas enquanto dorme. É o seu subconsciente a inventar comidinha! Este é mais um dos pratos que ela imaginou:


Filetes com sabor a Trópicos.


Ingredientes:


- Um ramo com ervas aromáticas contendo Coentros, Salsa, Mangericão, Hortelã, Tomilho, Funcho e Lucia-Lima. Não é obrigatório ter tudo, junte o que encontrar. Mas sabe melhor se todas estiverem juntas.

-Um limão.

- Peixe cortado em filetes ou filetes já previamente embalados.

-Um ou dois dentes de alho. Se não tiver, use em pó.

- Azeite.

-Caldo de marisco (dos Magi ou Knorr, por exemplo).

- Três ou 4 bananas (conforme o nº de pessoas que vão comer).

- Couscous.


Etapa 1:


Separe o ramos de ervas em duas partes, tal como se vê aqui:



Coloque num almofariz os dentes de alho, esmagados com um caldo de marisco. Neste caso usámos pó. Conte os filetes que quer usar na refeição.






Corte, em pedacinhos pequeninos, a primeira porção de ervas. Coloque essa porção no almofariz:




Junte o sumo de um limão e azeite:






Triture tudo no almofariz:


 

Etapa 2:


Corte as cascas de bananas pela metade e corte as bananas ao longo destas, em duas partes iguais:




Com a mistura do almofariz, pincele as bananas e leve-as a grelhar, até ficarem douradinhas:








Coloque a metade da bananinha já grelhada na metade da sua casca, tal como se vê aqui:





Etapa 3:


Agora os filetes. A minha mãe decidiu fazer as bananas primeiro que os filetes porque, se tivesse feito o contrário, estas teriam ficado a saber a peixe. 

Comece por barrar os filetes com o molho do almofariz:


 


Coloque os filetinhos a grelhar:




Enquanto o peixe grelha, faça um acompanhamento de couscous. A minha mãe resolveu juntar um pouco da mistura do almofariz na massa. Fica com um sabor maravilhoso!




...e eis o resultado!




Etapa 4 (empratamento):


Arranje uma travessa larga e coloque, como base, folhas de plantas tropicais (bananeira ou palmeira, etc...) e disponha as bananas e os filetes intercalados, com o resto das ervas em cima, guarnecidas de forma artística. Ponha ervas no couscous, também fica bonito...

As ervas também são para se comer frescas, juntamente com o resto da comida. Por exemplo, os coentros ficam bem com as bananas, o funcho fica maravilhoso com o peixe, só para dar alguns exemplos...




Eis a nossa refeição. Sirva com sumo de fruta doce (pêra ou pêssego ou manga...).




...e esta foi a bela mesa onde nós comemos. Isto sim, é que é qualidade de vida!!!




...e pronto. Espero que tenham gostado. Aconselho-vos, do fundo do coração, a experimentar. Vale mesmo a pena. As refeições feitas em sonhos são as melhores!!

 



publicado por Clara às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Março de 2014
Cesta de Pão
Amigas e Amigos, a minha mãe tem andado bastante adoentada e tem deixado este cantinho de que tanto gosta muito abandonado. Como eu sei que isso lhe provoca pena decidi escrever eu. Esta é uma receita inventada pela minha mãe  a partir de restos de comida.
Eis a receita:

Cesta de Pão



Se tiver restos de carne assada e alguns legumes frescos que sobraram no frigorífico, então só tem que ter estes ingredientes:

 - Um pão grande duro, daqueles que se usam para migas e açordas, como este aqui:



 

- Um pouco de chouriço ou linguiça cortada à rodelas.

 - 1 queijo-fresco.

 - Um ramo de Salsa.

 - Os restos que tiver de carne e legumes frescos.


Atenção: Este prato pode ser feito sem carne. Podem-se usar restos de refeições de legumes, etc...(este conselho é para os vegetarianos).


 Etapa 1 - Começar por cortar os legumes frescos:




Em seguida pique-os num processador de alimentos:




Coloque todos os legumes migados numa caçarola:




Pegue no chouriço e na carne assada (já picados) e junte tudo na  caçarola:




Pegue em salsa e queijo-fresco e corte em pedaços visíveis, sem picar inteiramente:




Coloque tudo na caçarola:




Coloque a caçarola no fogão e cozinhe esta mistura com azeite (3 ou 4 colheres de sopa). É importante que a mistura esteja cozinhada. De outro modo os legumes frescos vão ficar crus, algo que desagrada a muita gente. 


Etapa 2 - Agora o pão. Pegue nele e comece, com uma faca bem afiada ou de serrilha a cortá-lo à sua volta, como (1 terço acima, dois terços abaixo):







Pegue na caçarola com a mistura já cozinhada e coloque duas colheres de chá de vinha d`alhos. Se não tiver use alho, simplesmente, em pasta ou picado (duas colheres de chá, caso venha de um frasco; dois alhos cortados, caso seja fresco):




Misture muito bem. Em seguida pegue no pão e comece a tirar o miolo de dentro dele, colocando-o num recipiente ao lado:




Deite água no recipiente com a côdea e faça dessa côdea uma pasta.




Misture essa pasta com a mistura da caçarola e mexa bem. Em seguida coloque o conteúdo dentro das cascas de pão:




...não se esqueça de colocar na «tampinha».




Feche o pão (uma verdadeira cesta com comida lá dentro) e molhe toda a superfície.




Por quê molhá-la? porque vai para o forno e a água vai tornar o pão mais fofinho e estaladiço. Deixe-o no forno a uma temperatura moderada até ficar seco e fofinho. Eis o resultado:







Serve-se como refeição única, sem acompanhamento.

 



Quando sobra recheio:



...muitas vezes reparamos que, quando fazemos o recheio para qualquer coisa, sobra quase sempre um bocadinho. Que fazer com ele? Junte um ovo e duas chávenas de farinha à mistura que sobrou e faça croquetes, ou bolas ou pasteis (tipo pasteis de bacalhau) e guarde no congelador, para fritar em óleo mais tarde.




...e pronto, acabou-se o post. Espero que tenham gostado. Bijinhos e até à próxima!
Sónia


publicado por Clara às 16:45
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Agosto de 2013
Três em Um

 

Já há bastante tempo que não trago uma receita daquelas que costumo inventar na hora e de que os meus filhos costumam ser os melhores e mais dedicados apreciadores.

 

Desta vez trago uma a que chamei Três em Um porque, no mesmo prato se podem encontrar legumes, proteínas (carne e ovos) e fruta., satisfazendo assim, ao mesmo tempo, três elementos básicos da pirâmide alimentar.

 

Além disso, tem a grande vantagem de ser mais uma forma de aproveitar restos de refeições.

 

Ingredientes:

 

Courgettes

 

Cascas de bananas

 

Ovos

 

Restos de refeições com carne, legumes, etc...

 

Pão ralado

 

Modo de preparação:

 

Corte as courgettes em sentido longitudinal e escave de forma a conseguir uma cavidade que será posteriormente preenchida com o recheio.

 

 

 

Pegue nos restos de refeição, num pouco de chouriço (caso goste) e triture tudo com o robot de cozinha. Junte o miolo que retirou das courgettes e triture de novo.

 

 

 

 

Juntam-se algumas ervas aromáticas: neste caso, um pouco de tomilho e de mangericão.

 

 

 

Faz-se um refogado com azeite, cebola e alho:

 

  

 

E envolve-se com ele a mistura que acabámos de fazer:

 

 

Disponha as metades de courgettes num tabuleiro de ir ao forno e recheie.

 

 

Pincele com gema de ovo e leve ao forno.

 

 

 

 

Retire do forno quando estiverem douradinhas.

 

 

Entretanto, vamos fazer o acompanhamento.

 

 

Descasque bananas e faça com elas um doce, um prato de fruta (misturada com outros frutos), um gelado, o que lhe apetecer. Reserve as cascas.

 

Estas cascas serão cortadas às tiras.

 

 

 

Passe por ovo batido, pão ralado e frite.

 

 

E eis o prato completo:

 

 

Bom apetite!



publicado por Clara às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Quarta-feira, 3 de Julho de 2013
Lagosta Fingida

Já uma vez, noutro sítio, falei deste prato que pode ser feito de raíz ou pode ser uma excelente forma de aproveitamento de sobras.

Nessa altura não tinha fotos e tirei da Net a imagem de um prato visualmente parecido.

Desta vez, ao fazer novamente este «petisco» de que a minha família tanto gosta, pedi à minha filha Sónia, como habitualmente, que documentasse com fotos.

 

Precisamos de peixe branco: garoupa, pescada, filetes de pescada, cherne, etc... Se tiver sobrado de um outro prato podemos aproveitar. Desta vez, fiz o prato de raíz. Precisamos, então, de peixe branco, algum marisco, um caldo de marisco e um ramalhete de salsa.

 

1ª -

 

2º -

 

Reduzimos tudo a pedaços pequenos mas não triturados, deve ficar tipo lasquinhas.

 

3º -

 

Numa tijela grande, deitam-se as lascas, um pouco de massa de tomate, salsa, o caldo de marisco os mariscos e dois ovos inteiros.

 

4º -

 

Mistura-se tudo e tempera-se a nosso gosto, com sal, pimenta, etc... A mistura fica com um aspecto líquido mas não se preocupem, é assim mesmo. Deita-se num recipiente e vai ao forno durante cerca de meia hora a 3/4 de hora com forno a 250 º.

 

5º- 

 

Quando retirarmos do forno está solidificado, corta-se às fatias e acompanha-se com salada.

 

 

6º -

 

 

Pode servir-se quente ou frio. Os meus filhos preferem quente, eu gosto mais frio. Sabe mutíssimo a marisco, daí o nome do prato.

 

Espero que gostem!



publicado por Clara às 19:27
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 10 de Junho de 2013
Bolachinhas caseiras

Para um lanche rápido com as crianças

 

Também serve para quem não tiver crianças...

 

 

Junte 100 gramas de morangos (ainda não tenho morangos suficientes na minha horta..) a dois copos de leite , 1 copo de açúcar, duas colheres de mel e 3 ovos inteiros.

 

Bata tudo no liquidificador

 

 

 

Deite a mistura numa tijela grande,  adicione uma colher de sobremesa de fermento royal e vá juntando farinha e mexendo até obter uma massa com consistência suficiente para ser moldada:

 

 

 

 

 

 

 

Tenda umas bolinhas, achate cada uma delas e faça uns desenhos ou riscos, ou o que quiser com um garfo:

 

 

 

 

Leve ao forno num tabuleiro ou num pirex untado com manteiga. O forno deve estar entre os 160 e os 180 graus e o tempo de cozedura é de, mais ou menos, 20 minutos.

 

Polvilhe com açúcar, deixe arrefecer e sirva com chá, cacau, sumo, o que desejar.

 

 

 

 

 

Bom apetite!



publicado por Clara às 16:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 30 de Maio de 2013
Sopa de peixe à minha maneira

Feita de propósito um destes últimos dias para o almoço da minha Mãe, uma velhinha adorável de 93 anos que gosta muito desta sopinha.

 

 

 

Postas de pescada, Red Fish, mistura de mariscos e lulas, qb.

 

 

2- Amanha-se o peixe, os mariscos, etc...

 

 

 

3 - Courgette, alho francês, alho, cebola, cenoura, abóbora, chouchou, bem cortadinhos

 

 

 

4 - Molho de coentros bem picadinho

 

 

 

5- Mete-se tudo numa panela alta, tempera-se com sal, água e azeite puro. Deita-se água até cerca de 5 cm acima do conteúdo da panela, coloca-se a tampa com uma pequena fresta para escoar o vapor e deixa-se cozinhar.

 

 

 

 

 

 

 

6 - Tritura-se com a varinha mágica.

 

7- Serve-se com tosta e camarão por cima da mesma.

 

 

 

 

 

 Bom proveito!



Fotos da minha filha Sónia

 



publicado por Clara às 13:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|


Bom Dia
200320134488
take a screenshot

pesquisar
 
Autores
tags

todas as tags

posts recentes

Filetes com sabor a Trópi...

Cesta de Pão

Três em Um

Lagosta Fingida

Bolachinhas caseiras

Sopa de peixe à minha man...

participar

participe neste blog

links
arquivos

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


Contador de visitas
Directório de Blogs
Directorio de Blogs Portugueses
blogs SAPO
subscrever feeds